quarta-feira, março 04, 2009

Um dia como outro qualquer!



Nada que acontecesse naquele dia faria com que Maria o pensasse diferente e único. Era um dia quente, sem qualidade... pois o calor incomoda demais. Nublado, um mormaço deixando a sensação de falta de ar. As pessoas passavam cansadas, sem brilho de vida... apenas brilhavam pelo suor que lhes escorria da pele.
Um dia típico de verão, com todas as suas consequências nefastas.
Maria não gostava de verão. E estava a pensar nisto quando, de repente, encontrou-se à porta de casa com uma vizinha. As duas cansadas, suadas, a desmembrar doidices do dia calorento e insuportável... e lembravam do inverno, com seu vento gelado. Vento este que não impedia uma caminhada, um trabalho forçado. Ao contrário, caminhar até o centro comercial para trabalhar, entrar num Banco, ficar em filas, procurar mercadorias nas lojas, andar nas ruas entre multidão... nada disto é ruim, quando a estação não nos exige tanto suor.
Entre elas, a conversar na sombra das árvores do condominio, perceberam que, na realidade, já quase findando a estação, estavam pedindo arrego... Arrego de um tempo que a cada ano poderá ficar pior...
Normalmente, as chuvas de verão eram repentinas, refrescantes e rápidas. Agora os alagamentos são uma constante em qualquer parte do mundo. O calor extremo causa inúmeras catástrofes, que não nos indicam nada de positivo para um futuro recente. Muito mais para um tempo remoto.
Maria despede-se... tem que subir a escada e entrar em casa... para poder tomar um banho refrescante...
Mas tem que subir a escada... e vai subindo... cansada... se arrastando...
E sobe mais um pouco... mais um pouco...
Coloca a mão no corrimão para ter apoio...
Ah senhores das madeiras... dos desmatamentos...
Ah senhores do petróleo... do carvão... dos carros e das fábricas!
Por que não são vcs que tem que sentir tudo isto e sim nós, que precisamos subir a escada?

Enfim a casa...
Enfim um banho!!!!


by Miriam


11 comentários:

Isabel José António disse...

OLá Poeta Silente,

Vim retribuir a visita que amavelmente fez ao nosso espaço.

O tema que aborda, do aquecimento global, reporta directamente para a poluição. Poluição do ar, dos solos, da água...

Mas porque se polui? Que faz com que seres, ditos racionais, poluam deste modo a sua casa comum?

Não será que as mentes humanas é que estão poluídas? Parece-me bem que sim. E antes de tratarmos da poluição ambiental não deveríamos abordar a poluição mental e tratá-la, como a outra coisa qualquer?

Tratar do ambiente sem tratar das mentes poluídas, é como se estar a varrer uma casa, ou um local, e de imediato, vir alguém a seguir e tornar a sujar tudo o que acabou de ser limpo...

Muito obrigado pela visita.

Um abraço

José António

DE-PROPOSITO disse...

Agora os alagamentos são uma constante em qualquer parte do mundo.
--------------
sempre foram. Só que dantes nada se sabia.
Fica bem.
Felicidades.
Um beijinho.
Manuel

Guilherme F. disse...

Passei p agradecer a visita. Gostei das palavras. regresso.....
Bj
Gui
Coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

Mariz disse...

Salvé!
A hora é de abertura...nada mais ficará no segredo, no oculto.
Principalmente e agora mais do que nunca a TERRA precisa ser AMADA...mesmo que alguns possam suportar o desprezo dos outros, para a manter VIVA!

Sempre...
Mariz

Isabel José António disse...

Há novidades nos blogues de Isabel e José António:

http://flordojacaranda.blogspot.com/
http://reflexoessentidas.blogspot.com/
http://diarioestetico.blogspot.com/
http://newsletterfromlisbon.blogspot.com/

E no OBSERVATÓRIO há uma homenagem do dia da Mulher.

Abraço,

Isabel

girassol disse...

Olá Miriam

Beijinho deste lado no agradecimento por ir mantendo contacto.

Havemos de reatar nossos blogs e passarmos a ser mais assíduos. O ajuste de vida tem sido demorado mas vai se acertando com o tempo real. Vão se cumprindo nossos projectos.

Hoje deixo um beijo de carinho e um poema à mulher. Nem a propósito, tem a ver com as suas palavras aqui. Aqui em Portugal, hoje comemora-se o dia das mulheres. Um dia como os outros...

Fica o poema.

"Mulher
Universo em que a vida se constroi
no cheiro de todas as flores
no calor de todos os veroes
ao sol, em toda a sua plenitude.
Mulher
abraço, consolo, vigor,
vida, sentidos, mae, mulher...
Mulheres
...e sao a dor e o choro
que transformam na força vida que sao
e dao..."

Beijo carinho

A Flor disse...

O Planeta Terra precisa ser amado e respeitado.

Eu reconheço que poderia fazer bem mais....

Querida mil beijinhos te deixo, Amiga.


Flor

Mariliza Silva disse...

Querida Miriam

Renovei nossa casa: o blog “tempodesaturno.blogspot.com”

e agora com meus amigos blogueiros linkados devidamente para que eu possa acompanhá-los com mais frequência!

Visite também meu novo blog “comentariosnotempo.blogspot.com” (anexo do Tempo de Saturno) com os Comentários em forma de poesia que recebi nos posts do Tempo.

Aguardo sua visita!

Sugestões são bem vindas!

Um grande abraço

Mariliza Silva

Nilson Barcelli disse...

Devia haver elevador... rsrs...
Mais a sério... as alterações climáticas, há quem o afirme, estão a chegar ao ponto de não retorno, isto é, mesmo que a poluição acabe a temperatura continua a subir a partir desse ponto de não retorno.
E não se vê solução à vista... e vontade política...
Bom resto de semana,
Beijo.

tulipa disse...

1º ANIVERSÁRIO DO MEU BLOG
Para todos que me têm acompanhado ao longo deste ano de existência, um ano muito complicado emocionalmente, que culminou com o falecimento da minha sobrinha há apenas uma semana, quero AGRADECER as palavras sinceras de incentivo, de carinho e apoio nas horas realmente difíceis.
Faço um balanço deste ano e considero que foi bastante POSITIVO e por isso, cá continuarei partilhando com todos vós o bem e o mal, o melhor e o pior, na esperança que daqui a um ano as alegrias sejam muitas mais do que as tristezas.
É bom constatar que houve “feedback” da vossa parte e isso faz-me uma pessoa feliz e realizada.
MUITO OBRIGADO a TODOS que têm estado presentes na minha vida, aqui de forma virtual e outros que já fazem parte da minha vida real.
Ajudem-me a apagar a vela do 1º aniversário.
Ofereço-vos flores e beijos.

Nilson Barcelli disse...

Cara amiga, um bom resto de semana.
Beijos.