terça-feira, janeiro 08, 2008

Quando o tempo une!

Na presença da suave brisa que me toca, uma mão me ergue e mostra-me o horizonte. Uma sensação de cansaço, que persistia, se esvai... A força retorna e a vontade de sair correndo pelas campinas, ouvindo a canção dos pássaros e sentindo o consolo da mãe natureza, faz com que tudo à minha volta se modifique.
A espera se fez grande... muito tempo me deixou paralisada, sem saber o que fazer. Mas, enfim, uma força superior me resgatou e me fez entender que o tempo era necessário para tudo acontecer.
Os lugares por onde passei me deixaram marcas. Em cada canto, um sorriso, uma vida em busca... Uma forma de conhecimento do todo - num pequeno detalhe. E, nestes detalhes, a ambiguidade do sentimento pessoal mostrou-me a imensa variedade de personalidades que vivem e convivem numa espera, quase que ininterrupta, da perfeita fusão - sem confusão...
Poderia dizer que união sem divisão não existe... mas não uma divisão de pessoas... e sim uma aceitação do outro como parte não integrante do meu eu... com sua individualidade fazendo parte da decisão do se relacionar com outra pessoa.
O que pude concluir, então?
O que sempre soube... mas que nunca havia confirmado... O sentimento é mais importante do que qualquer outro "tijolo" da construção. Pois ele é o alicerce... de tudo. Onde existe o AMOR, onde temos a essência do universo, o todo se manifesta com sua característica plena, sem necessidade de regras impostas por teses que maculam os ensinamentos que nos são inerentes, pela nossa natureza - somos seres criados à imagem e semelhança de Deus.
Quando existe amor, os caminhos se unem no tempo certo... e a vida passa a ser vivida da forma verdadeira. A vida passa a ser "vida em abundância".

by Miriam, numa dissertação livre....

9 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Gostei de ver a Miriam a correr de novo pelos prados verdejantes.
Os sentimentos são os elementos agregadores da sociedade em geral, da famíla e dos amigos em particular.
E o amor, esse bem por vezes tão escasso, quase sempre faz milagres.
Bom resto de semana, beijinhos.

POETA VAGABUNDO disse...

olá...obrigado pelo teu comentário no meu blog...
sobre o filme,devias ver para poderes falar...e assim verias que ele fala de religião mas sempre sem ser maldoso...antes pelo contrario...e obriga -te a pensar...que é uma coisa que poucos de nós fazemos... e no fim do filme ias perceber porque é um bom filme...
beijo vagabundo

DE-PROPOSITO disse...

Olá.
Se fosse por aqui, eu diria que era efeitos da Primavera que se aproxima.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

su disse...

Onde existe Amor existe o elo de ligação entre todas as pessoas que deixam os seus corações abertos ao mesmo.
Somos recolectores e coleccionadores de experiências e de memórias...umas vamos aprendendo com elas, outras esquecendo ou largando nos confins da nossa memória...mas tudo somado no final acabamos por ser o resultado desse longo ou breve caminhar, dependendo da perspectiva...
E mais uma vez andamos a falar do Tempo!
Beijo grande amiga, e vai à Teia sempre que quiseres ou puderes. Está à vontade!

:))

Nilson Barcelli disse...

Um bom resto de semana para vc.

Beijinhos.

MªJosé M. disse...

Olá Miriam,

Ao ler-te, é bom pensar/sentir que esta dissertação livre e "leve", corresponde a um bem estar de "Maria".

" Quando o tempo une..."
Ai, o tempo, não e´?!
E o que com ele conseguimos ou não!

Entendendo estas tuas crónicas como possiveis momentos de Vida que aqui tão bem escreves, deixo o desafio...
Vou passando e um dia desses, teremos palavras novas :)

Beijinhos

su disse...

Um beijo grande. Vim ver se havia post novo e para te dizer que te deixei um prémio lá na teia.

beijinhos grandes. Bom fim-de-semana.

Kalinka disse...

Olá Miriam
que bela dissertação!!!

Eu, peço desculpa pela minha ausência, mas a minha vida tem estado complicada, tenho uma familiar muito querida com apenas 25 anos e está a sofrer há 8 meses, problemas graves, neste momento aguarda um transplante de coração.
No último dia do ano de 2007 dediquei-lhe o meu post de fecho do ano.
Nem sei como ainda tenho cabeça para andar por aqui...venho vindo aos poucos, mas...não com a mesma assiduidade de antes.
Sinto-me bem na blogoesfera, é aqui que muitas vezes venho buscar forças.

Bom fim de semana.
Um abraço.

Anônimo disse...

Tudo isso é muito lindo parabens ....
carolina