terça-feira, dezembro 06, 2011

O caos no mundo


Maria releu seu post anterior e sorriu... pensou poder escrever diariamente, mas a disposição para isto não apareceu. Não poderia nem falar em tempo, pois "ter tempo é questão de preferência".
O primeiro tema que havia colocado era: "O caos no mundo".
Discordando do tema, deu-se conta que o título deveria ser "O caos no coração dos homens". Nenhum cabeçalho seria mais correto do que este último. Na realidade, olhava os seres humanos com olhos prescrutantes, a cada passo pelas calçadas... homens correndo em busca do nada que lhes satisfaz.
Por que não se dão conta que, a cada notícia, a cada filme, a cada novela se vão perdendo e deixando dominar por pequenos grupos que os afastam da realidade para poderem dominá-los? Enquanto estão pensando no Natal do Papai Noel, permitem uma grande jogada, que os leva ao submundo da ditadura mental? Durante a busca pelo carro mais novo, mais lindo, estão trabalhando em prol da pobreza do mundo e do controle das populações?
Pobre ser humano, dominado através da sua vontade de ser dominador...
Pobre ser humano, cabresteado* através da sua própria vontade de cabrestear*.
Pobre ser humano, levado ao , por querer brilhar como ouro em pó...
Homem sem sabedoria! Será que não te dás conta que és um mero joguete para os poderosos, que te adoçam com belas aquisições materiais para, depois, terem todo o poder sobre tua vida?
Diz-me, ó tu? Serias capaz de viver sem luz? Serias capaz de viver sem carros? Serias capaz de viver sem teus passeios, viagens de turismo, "luta" pela natureza? Serias capaz de plantar e colher teu alimento? Serias capaz de buscar teu irmão e partilhar com ele o que tens?
Claro que não! Tua cabeça foi moldada... e o vem sendo de há muito tempo. Deixaste-te moldar, pois te levaste em sonhos de glória e fama... ou glória e punjança.
Estás, hoje, pagando pelo teu erro. E estarás pagando, cada vez mais caro, a partir de agora, pois não foste sábio nem buscaste o que, realmente, tem valor.
O caos do mundo... reflete o caos do homem.

*cabrestear: ato de puxar o animal (cavalo, boi) pelo cabresto. Coloca-se, na cabeça do animal uma corda e, indo-se à frente, puxa-se o animal e leva-se para onde queremos.
*cabresto: s.m. 1. arreio com que se prende as cavalgaduras pela cabeça 2.(fig) tudo que submete; freio.

by Miriam

2 comentários:

Nilson Barcelli disse...

O teu excelente texto até me fez arrepios de tão verdadeiro.
Somos mesmo um rebanho...
Querida amiga Miriam, desejo-te uma boa semana.
Beijo.

Isabel José António disse...

Que alegria vir de novo encontrar os nossos Amigos no etéreo espaço desta Internet que une gentes de todos os lugares!

Temos tido anos muito difíceis, mas hoje consegui actualizar os nossos quatro blogues principais. No Poesia Viva está um Poema lindo do José António, no Caminho do Coração estão os nossos votos de novo ano e no Observatório uma espécie de prece...
No Newsletter from Lisbon também há um novo post.

Abraços,

Isabel


We are back to blogging after a long absence. We take the opportunity to wish all of our friends a very Happy New Year with plenty of opportunities for Inner Growth and Happiness and always with the Light of true GOODNESS in our Hearts!

Isabel and José António

Lisbon 30th December 2011