quinta-feira, julho 19, 2007

Insônia

Imagem tirada da net -(insonia de jfmarq)

Olho ao lado e percebo a luminosidade da rua por entre os quadradinhos da persiana... Eis uma coisa que me deixa calma e descansada: ver, na penumbra, pequenas frestinhas de luz que teimam em entrar pela janela. Sinto-me segura... acalma meu coração. Sinto-me viva.
A noite já vai avançada e eu estou a rolar pela cama. Meus lençóis estão enrugados. Meu travesseiro acompanha a mesma situação, surfando nas ondas formadas pelos meus movimentos intermitentes, virando de um lado para o outro. Dói-me a cabeça... sinto um mal estar... percebo que o pobrito está tão amassado que se tornou endurecido... resta-me dar um sorriso e arrumá-lo...
Ponho-me a pensar... minhas mudanças de hábito, meu trabalho, minha vida... Flutuo nas nuvens do abandono, permitindo-me sonhar com um futuro promissor, onde todas as minhas fantasías se concretizam. Ando pelos campos, de mãos dadas com algum amor, sento-me ao seu lado para discorrer sobre os acontecimentos diários, escuto suas palavras a me orientar nas dificuldades que uma mulher sente ao estar sozinha a educar um filho adolescente. Permito-me a felicidade que virá... Deixo-me vaguear pelos lugares andarilhos, aqueles onde o pobre insone sempre anda, a contar ovelhinhas para entregar-se ao descanso. Sonho com cachoeiras no verão e uma lareira no inverno... Junto a família em uma festa agradável... resolvo todos os problemas de uma só vez. Termino o layout que tinha de terminar mas encontrei dificuldades... Vou ao médico pedir um remédio para a dor.... faço exames na semana que vem...
E, assim, vou cumprindo todas as minhas tarefas, para que possa me sentir completamente realizada... mas o sono não vem.
Olho novamente para os raios da lua cheia, que entram e se infiltram no quarto, mostrando cada detalhe dos moveis e sua localização... E, sem notar, começo a cantar uma melodia...
Ela surgiu na minha cabeça... e, aos poucos, ela vai tomando forma e sendo balbuciada, murmurada... em minha mente, instrumentos começam a harmonia... cada um em seu tempo... no seu tom, em seu espaço. Junto à eles a minha voz interior... e outras vozes, que se complementam. Um back vocal, perfeito, une-se a tudo e o coral está formado. Mas suave, como o momento exige...
Meus olhos vão fechando. Pausadamente. Nem dou-me conta...
A canção continua... o sono aponta na porta do quarto e diz que quer entrar... Mal me apercebo que ele se aproximou e está tomando conta de mim. Meu corpo sente o relaxamento que a melodia impôs. Meus braços, minhas pernas... nem me lembro do lençol que está amassado...
Não sinto mais dor. A melodia continua, sempre suave e calma... e eu a cantar...
e eu a cantar...
e eu a...
e eu ...
e...
...

by Miriam, em texto... não mais poesia.

13 comentários:

Maria Valadas disse...

Que dizer deste texto belíssimo?!!

A tua melodia... vagueou para além do oceano e veio até mim...

Obrigada minha querida Miriam!

Bom fim de semana

Beijinhos da

Maria

Kalinka disse...

OI MIRIAM

QUE BELA A TUA INSONIA...

Meu post derradeiro ser� a entrega de trof�us a todos os amigos/as que fiz atrav�s da Blogoesfera.
Tamb�m �s nomeado/a.

Em v�speras de �fechar a porta� do meu blog, venho desejar um �ptimo domingo.
Boas F�rias.

At� sempre.

DE-PROPOSITO disse...

Um texto muito bonito.
Eu poderei dizer, que esta prosa é poesia. Fez-me lembrar a escrita de José de Alencar. Os seus livros, embora em prosa, são uma poesia constante.
fica bem.
Felicidades.
Um beijinho.
Manuel

alem horizonte disse...

Miriam,
Eu diria que esta insónia :)
Minha querida, magnífica a melodia das palavras!

Como, no embalo de uma música, o sono chega de mansinho
e...
e...
Essa insónia com um final perfeito!
Uma boa noite
Beijinhos,
MJose

Entre linhas... disse...

As frestinhas de luz anunciam um novo dia,de um sono sumido.
Belo texto com contexto prosaico.
Bjs Zita

Palavras ao vento disse...

Vim reler- te... E deixar um beijo com o cheiro a mar...

Maria Valadas

RABISCOS DIGITAIS disse...

meninaaa,vontade de ficar por aqui!!! rsrsrs
teu blog é lindoooo!!! vc trabalha com web? eu comecei o curso agora, sou professora e os meus rabiscos são terapia, sou autodidata, não entendo nada, querida!!!
vontade de ficar aqui mesmo! beijão e apareça sp!

http://404notfound-photos.blogspot.com/

http://aterraazul.blogspot.com/
http://playartdigital.blogspot.com/
http://rabiscosdigitais.blogspot.com/
http://copacabanacafe.blogspot.com/

deixo meus bloguinhos pra vc!
bye

Nilson Barcelli disse...

Prosa poética, é o que é.
E linda. O final é sublime. Gostei imenso.
Vai ver que você é compositora musical e ainda não o sabia...
Bom final de semana para você e para o seu "adolescente"...
Beijinhos.

DE-PROPOSITO disse...

E a sexta-feira está quase no final. O pior é que a segunda-feira já está próxima.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

Flávia disse...

Oi, Miriam!

Obrigada pela sua visita. E faço minhas as suas palavras: tenho visitado muitos blogs e lido muitas produções, mas poucas vezes me emocionei tanto com as palavras de alguém quanto hoje, com as suas.

Linkei vc - com muito prazer.

Beijos e parabéns!

Rosa Maria disse...

Apesar de "em texto", a tua poesia sente-se...

madrugada disse...

Mas que sensação de conforto tenho eu, à medida que vou lendo os seus brilhantes textos, e me vou deixando levar pelas letras de mãos dadas com a musica.

É óptimo vir aqui.

-Posso vir para aqui morar?!?

:0

Beijinhos,
Miriam.

elsa nyny disse...

Que lina insónia!!
Linda, linda!

beijinhos!